Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.
ACEITAR E FECHAR
 

A sensibilidade e a ousadia de Anna

Santa Anna, mãe de Maria, soube educá-la na graça de Deus. Assim, ela é exemplo para cada mãe, ensinando na sensibilidade e ousadia do dia a dia. Confira!

Devoção Mariana

03.05.2021 - 14:49:07 | 5 minutos de leitura

Autor - Arcanjo | Blog Projeto Juntos Pela Vida
 A sensibilidade e a ousadia de Anna

Santa Anna, esposa de São Joaquim, que concebeu a Virgem Maria, é avó do menino Jesus e sogra de São José. É uma mulher e Santa muito conhecida no Brasil, mesmo sem ter nenhum escrito canônico sobre ela. Mãe de Nossa Senhora, educou e criou Maria em sua pureza e virgindade, e com muita sabedoria soube prepará-la para os desígnios de Deus.

Anna foi mãe educadora e esposa santa em seu lar. Durante sua vida soube adentrar os mistérios de Deus e transmiti-los através da educação. Após casar, mesmo em idade nova, Anna permaneceu por muitos anos estéril, só concebeu quando já estava com idade avançada. Deste modo, assumiu a maternidade com grande alegria, concebendo Maria, e enfrentou todos os desafios de uma maternidade completa, desde as simples coisas até aquelas que necessitam de maior esforço.

Santa Anna é exemplo para as mulheres, pois através de Maria vemos reflexos de sua educação, que é de grande exemplo para as mães. A sabedoria e a ousadia de Santa Anna ao maternar impulsionam a toda mãe que deseja criar seus filhos conforme o caminho de Deus. Desde o conceber, ela nos ensina muito. 

Neste blogpost você irá olhar para a maternidade e linkar com Santa Anna as virtudes de uma educação pautada na sensibilidade à vontade de Deus, reconhecendo que desde o conceber, já em nosso coração, inicia-se esta jornada. Continue lendo e conheça mais sobre a maternidade de Santa Anna e seus ensinamentos para as mães.

#A atualidade 

Atualmente, com a tecnologia presente em nossas vidas, a maternidade tem passado por tamanhos desafios, pois através de cada conteúdo postado sobre a maternidade temos tido acesso a milhões de visões e versões sobre como realmente é ser mãe. 

Maternar nunca foi uma tarefa fácil, pois sabe-se que ali, diante das necessidades diárias, se cria um filho, se gesta uma vida, e isso sempre será um grande desafio, pois nunca virá acompanhado de um guia com passos para seguir. No entanto, é preciso que tudo isso seja assumido com amor, pois sem o amor, nossos olhos sempre enxergarão as dificuldades sem perceber os frutos e as alegrias ali presentes. 

Eis a diferença entre a educação pautada em cima dos desafios, e aquela que com serenidade sabe olhar para o seu redor e perceber tamanho dom que Deus deu, e entender que sua missão é esta. 

Devemos estar atentos a todo instante, não ser radicalistas nem ignorar os desafios, afinal eles estão presentes ali, mas não podemos permitir que a atualidade leve de nós as alegrias, as boas partilhas, os bons sentimentos sobre viver a maternidade, seja ela como for; gestada ou adotada, desde que seja vivenciada diariamente, é a maternidade que se faz presente e precisa de nossa firmeza em compreender os desejos de Deus. 

Eis onde Santa Anna mais nos ensina!

#A simplicidade

Na simplicidade, do tempo em que se vivia, mas também de seu coração, Santa Anna soube educar Maria com muita sabedoria e sensibilidade, ao educá-la com muita pureza e prepará-la para viver também a maternidade. 

"Foi Anna quem ensinou sua filha Maria a ser mãe" (São João Paulo II).

Esta é a verdade. Anna soube educar Maria sem dar atenção para opiniões, Anna soube dar ouvido à vontade de Deus para com a educação de sua amada filha, Maria. Sua sensibilidade em ouvir a voz do Senhor permitiu que mesmo naquele tempo, onde as meninas eram educadas apenas com pureza e aos bons modos, Anna educasse Maria também em sabedoria e graça.

Com serenidade nos seus ensinamentos, Anna, junto com Joaquim, soube ensinar a Maria tudo aquilo que podia. Mas o que os torna sábios, o que poderíamos aplicar na educação atual?

A simplicidade do ensinar. Eis aqui a palavra-chave para este momento. 

Anna não precisou de grandes coisas para a educação, ela viveu todos os desafios que uma mãe vive atualmente, mas diante deles, soube ter coragem e ofertá-los a Deus, sem exitar. Ela oferecia ao Senhor diariamente sua entrega na maternidade. E assim fez dia após dia, até chegar o dia de oferecer Maria ao templo.

Assim, nas ofertas diárias, nas buscas de vivenciar tudo com amor e encontrar Cristo em seu fazer, Santa Anna soube preparar e ensinar Maria a ser mãe, e mãe de Cristo, nosso salvador. Não haveria maior missão que esta, preparar sua filha para ser mãe de Jesus.

Há uma pintura, um ícone, conhecido como "Santas Mães", onde revela-se ali a maternidade mais completa que se pode enxergar. Está Santa Anna presente, com Maria ainda jovem e o menino Jesus quando criança. Este é o verdadeiro retrato da maternidade de Anna.


Revelar a maternidade através do olhar, muito mais do que falar, é ser exemplo, fazer-se exemplo, dedicar-se ao ensinar. Assim, formaremos nossos filhos com maestria e simplicidade, pois entenderemos que não necessitamos de grandes coisas, cursos, brinquedos específicos, mas precisamos apenas de um olhar fixo em Cristo.

É Ele quem nos ensina diariamente a ofertar nossa vida para sermos boas mães, assim como nos mostra Santa Anna; que na simplicidade, no exemplo e na humildade é onde morarão os maiores ensinamentos que poderíamos deixar.

Bendito seja Deus, que nos permitiu ter como exemplo a maternidade de Santa Anna, e assim ter Cristo menino com Maria, aquela que viu todas as virtudes de Anna e soube criar o menino em estatura e graça perante Deus.

Santa Anna, roga por cada mãe, de modo especial, aquelas que como tu esperam para ter seus filhos, gestantes e estéreis. Roga pela vida de cada mãe que busca educar seu filho na graça de Deus, para que encontrem na simplicidade e na humildade, assim como tu, o melhor caminho da educação.

Outros conteúdos de Arcanjo
 
Mais em Devoção Mariana
 
 

Campanha PELA VIDA
Rua Traipu, 273 - Perdizes
São Paulo/SP - CEP: 01235-000

(11) 4200-8080

Copyright © Juntos Pela Vida - REDEVIDA / INBRAC. Todos os direitos reservados.
Cadastrando-se nos formulários você aceita os termos de uso e política de privacidade.

 

(11) 97061-0457

(11) 4200-8080